sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

Simão Toco, o Profeta Angolano

Simão Toco nasceu em Fevereiro de 1918, no norte de Angola, em Quisadi quibango e é considerado um profeta africano. Iniciado muito jovem no culto baptista, numa linha de pensamento próxima de Simão Kimbangu. Ele funda um movimento religioso inicialmente denominado “Kitawala” e que persegui-a sobretudo o poder colonial Belga no Congo, onde vivia pouco antes da independência deste.
Fundação da igreja tocoísta, ocorre em 25 de julho de 1949 e o que assinala o nascimento deste movimento, é a narrativa da descida do Espírito Santo sobre Simão Toco e seus companheiros, numa noite de oração, quando estes começaram a tremer, falar em línguas desconhecidas e citar passagem da Bíblia, notadamente Actos I e II.

Uma vez presos e deportados pelo regime belga e entregues ao governo Português, em 1950, o movimento tocoísta adquiriu uma nova dimensão. Simão Toco e seus aderentes foram espalhados por diversas partes do território angolano, no intuito português de enfraquecer o movimento. Todavia, este espalhamento (que incluiu sucessivas transferências de Simão Toco para várias regiões do país) resultou na disseminação da doutrina tocoísta, tornando o movimento trans – étnico e nacional e não apenas de carácter bakongo/angolano.

As características da doutrina tocoísta eram basicamente a de recusa do regime colonial, sem no entanto estabelecer uma ruptura a nível político com este regime, adoptando uma postura de obediência às autoridades e de dedicação ao trabalho e aos estudos, com ênfase no aprendizagem da língua portuguesa. A separação (espiritual) operada pelo grupo religioso do “mundo dos brancos” foi acompanhada do rompimento com alguns valores tradicionais, sobretudo relacionados às autoridades tradicionais.

Esta atitude indica a vontade de alheamento do grupo religioso tanto do sistema burocrático colonial (mundo dos brancos) como do sistema “costumeiro” (poder tradicional).
Neste caso, a importância dada às mulheres na hierarquia da igreja, a proibição da poligamia e a adopção de algumas regras de vestimenta (à ocidental), corte de cabelo e uso de símbolos de identificação indicam esta posição refractária ao sistema tradicional e de criação de um grupo à parte.

De acordo com alguns relatos, Simão Toco, seria portador de alguns poderes sobrenaturais, o que teria motivado o Papa João XXIII a enviar um emissário para se encontrar com ele em 1962. Outro facto referido, seria a afirmação nos anos 80 de João Paulo II, de que “Cristo é Africano e vive no norte de Angola”

Simão Toco morre na noite de 31 de Dezembro a 1 de Janeiro de 1984.

É de referir a implantação do movimento tocoísta no Japão.

Para saber mais ler: "Simão Toco - A Trajectória de um Homem de Paz" editor
: Editorial Nzila


A Grande Conspiração de Robert Goodman - Hermética

8 comentários:

luambagestao disse...

Ola Sra Isa,
Com os melhores cumprimentos felicito o teu trabalho em torno do Profecta Simao Toco. É verdade que falar de Toco, é falar de um profeta tao anónimo e tao visivel como marca da emancipação espiritual em Angola. foi com este propósito que trabalhei árduamente nesta obra " A Trajectória de um Homem de Paz " editorial Nzila - Luanda Angola cuja 1ª ediçao ja está esgotada. Espero que tenha aprendido pouco mais sobre Simão Toco.
Muito agradeço a dedicação,
Joaquim Albino
e-mail- joaquimalbino kisela@hotmail.com

Lando Vemba disse...

Grande trabalho, adorei imenso foi bom saber que ainda ha pessoas preocupadas em mostrar aos outros a realidade pela qual muitos nem se quer acreditam. N'Fumu Simao foi um homem guiado pelo Soberano Deus, um homem que nunca elevou-se e nem fez o que nao devia, porque ele sabia o que Cristo disse: Sejamos so irmaos. E o que estava sobre ele, e que os homens nao entendiam lhe foi posot por Deus Soberano. Muito obrigado, pois aprendi por aqui o que nunca soube, que Deus de Mayamona abencoe-te.
Joao Lando vemba

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Bom dia!!!
Andando á procura do livro encontrei o seu blogue, parabéns pela qualidade e também por este tema da minha terra. Quando nasci, em Tombwa, Simao Toco estava com residencia fixa no farol da ponta Albina. O Farol, vivia no farol!!!
Kandandu

Avelino disse...

O nosso DEUS e' maior de todos os deuses.

josecanhanga disse...

olá mano bendito seja o Deus do PAI MAYAMONA e nosso tambem que te eluminou pra divolgares ao mundo a esta personalidades tão importante que pra o mundo apesar de que o mesmo não o conhece falar do pai é falar dos feitos de Deus no nosso meio por isso mta força e que continuas estamos consigo.aquele abraço

Beto disse...

Garcia Panzo
Quero a gradecerpor este trabalho tão bonito e verdadeiro que publicastes em nome daquele que é e será sempre uma lenda viva no nosso meio sua Santidade o Profeta SimÃO g. Toco.
isto é para que o mundo saiba que realmente Simão foi e será sempre um homem de deus e amigo de Cristo
Que Deus pai todo poderoso e Criador da Humanidade te abençõe sempre Siga sempre para sempre.

Edson LF Quilombo disse...

Ola, eu sou o Edson LF Quilombo, pregador da santa e bendita palavra de JESUS de Nazaré; escrevo para alertar a Sra Isa Aveiro, em particular e a todos os que hao de ler esta mensagem, em geral que, JESUS CRISTO nao foi,nao é e nunca sera nem negro,nem muito menos africano, Ele foi nazareno e eternamente é celestial. Simao Toco nao é Jesus Cristo nem é salvador de ninguem;o minimo que ele poderia ser é pregador,isto é se realmente foi. O unico nome que salva é o nome de JESUS CRISTO (Atos4:10-12); somente Ele é digno de ser exaltado,glorificado e adorado.

sevejocosilva disse...

No texto que lí e nos comentários feitos não encontrei afirmativas de que Simão Toco era Jesus Cristo. Profeta sim, este é o epíteto. O mundo está a precisar de profetas.
De homens de coração e mente puras, capazes de estar em paz e também de dinfundí-la.
Para isso não precisa ser desta ou daquela etinia; ser deste ou daquele continente.
O comentário aqui postado pelo Sr. Edson LF Quilombo - que se apresenta como sendo pregador da palavra de Jesus - é tão carente de humildade e tão farto de racismo, que fica difícil aceitá-lo como sendo pregador da palavra de Jesus Cristo.
Obrigado Isa from Aveiro por me apresentar o Sr. Simão Toco.
Sem nenhuma discussão de santidade, sua história é a de um grande homem. Profeta ou não, certamente um grande ser humano.